terça-feira, 15 de novembro de 2011

O beijo da meia noite




O beijo da meia noite
Autora Lara Adrian

Gente, primeiro quero dizer que relutei muito a ler esse livro. Li muitos romances sobrenaturais e acabei enjoando de estórias do tipo. Apensar disso, minha amiga Valéria falou várias vezes nessa série e chegou a me enviar esse livro. Contudo, por mais hot que a proposta se apresentasse, eu permaneci relutante e um tempão com o livro na lista para futuras compras.

Quando você navega por vários sites e muitas pessoas falam sobre o assunto você acaba ficando curiosa a respeito. A coisa que mais me travava era o fato de ter vampiro. Não queria pensar nisso de jeito algum e quando comecei a ler me senti completamente travada. Levei mais tempo que o necessário para passar pelos primeiros capítulos e entender a dinâmica da estória. Passado essa primeira etapa, a minha leitura fluiu bem e rápida.

A estória é envolvente, sexy e deliciosa. A nossa mocinha, Gabrielle Maxwell, é do tipo retraída, sem família e com poucos amigos. O tipo de pessoa que tem dificuldade em relacionamentos e se sente bem sozinha. Ela é aparentemente frágil, mas no fundo tem uma força interior que desconhece. Após uma exposição de fotos de grande sucesso, ela é testemunha de um ataque selvagem, que sua mente tenta relutar contra o fato de serem por  vampiros. A partir desse ponto, seus caminhos se cruzam com do delicioso, sexy e misterioso Lucan Thorn.

Lucan presencia o ataque e vê quando Gabb foge desesperada da cena do crime. Após limpar todos os vestígios do ocorrido, ele procura pela nossa mocinha que é praticamente dada como louca, após um relato nada coerente na delegacia. Ele entra na vida dela como suposto policial e há de imediato uma atração explosiva entre os dois. A tensão sexual é sempre o top dessa estória. Sempre que estão perto um do outro, algo flui e deixa ambos subindo pelas paredes. O resumo disso é que acabam na cama, num sexo selvagem e Lucan descobre que ela é companheira de Raças.

Nesse ponto, Gabb se vê no meio de uma luta entre Vampiros de Raça e os Renegados, e Lucan vira o seu protetor, apesar da urgência em se manter longe dela. Ele, como guerreiro das Raças, não quer se envolver e tomar uma companheira. Isso fica cada vez mais complicado com o avançar do relacionamento dos dois. E torna o livro ainda mais excitante.

Bem, não contarei mais nada. Acho que já disse o suficiente para entenderem que há uma mocinha, aparentemente frágil, sendo protegida por um guerreiro vampiro super delicioso e uma tensão sexual explosiva entre os dois. Esse livro é excitante demais e estou louca para ler os demais. Se a coisa continuar quente desse jeito, vou gostar muito. Adoro romances Hot’s. Essa palavrinha faz meus olhinhos brilharem de excitação. E sei que vocês também vão gostar muito dele.Falei a palavra “excitante” mais de uma vez e fica feito esteticamente, mas é nisso que esse livro se resume.

SIMPLESMENTE EXCITANTE!!!

 Sinopse
Ele a observa através da multidão dançando no clube, um sensual estranho de cabelos escuros que mexe com as mais profundas fantasias de Gabrielle Maxwell. Mas nada nessa noite – ou nesse homem – é o que parece. Porque quando Gabrielle testemunha um assassinato na saída do clube a realidade se transforma em algo escuro e mortal. Naquele momento crucial ela é lançada em um reino que nunca pensou existir – um reino onde vampiros andam nas sombras e uma sangrenta guerra está para começar.
Lucan Thorne despreza a violência cometida pelos seus irmãos sem leis. Ele mesmo é um vampiro, Lucan é um guerreiro da Raça (Breed), que jurou proteger seu povo – e os humanos, que nem têm consciência da ameaça dos Rebeldes(Rogues). Lucan não pode se arriscar a se unir a uma mortal, mas quando Gabrielle se torna alvo de seus inimigos, ele não tem escolha a não ser trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do formidável líder da Raça, Gabrielle se confrontará com um extraordinário destino de perigo, sedução e desejos...

Trecho
   “Seu aroma lhe envolveu, doce e sedutor, lhe provocando dor nos dentes.
   Jasmim, pensou,  com expressão sardônica: uma flor exótica que abre suas fragrantes pétalas somente sob a influência da noite.
   «te abra para mim agora, Gabrielle.»
   Mas decidiu que não ia seduzi-la, não o faria dessa maneira. Essa noite somente queria provar um bocado, o  justo para satisfazer sua curiosidade. Isso era quão único ia permitir se. Quando houvesse termi­nado, Gabrielle não recordaria lhe haver conhecido, tampouco recordaria o horror que tinha presenciado no beco fazia umas noites.
   Seu próprio desejo tinha que esperar.
   Lucan se aproximou dela e deixou descansar o quadril no colchão, ao seu lado. Acariciou a suavidade acesa do cabelo dela. Passou os dedos pela esbelta linha  de um de seus braços.
   Ela se moveu, gemeu com doçura, reagindo ao seu ligeiro contato.
   —Lucan —murmurou, dormitada, não de tudo acordada, mas incons­cientemente segura de que ele se encontrava na habitação com ela.
   —É só um sonho —sussurrou  ele, assombrado por ouvir seu nome nos lábios dela apesar de que não tinha utilizado nenhuma artimanha vampiírica para fazer que o pronunciasse.
    Ela suspirou profundamente e  se apertou contra ele.
    —Sabia que voltaria.
    —Sabia?


    —Sim. —Foi somente um ronrono que lhe saiu da garganta, rouco e erótico. Mantinha os olhos fechados e sua mente ainda estava apanhada no labirinto dos sonhos.
— Queria que voltasse.
     Lucan sorriu por ouvir isso e lhe acariciou uma sobrancelha com a ponta dos dedos.
  —Não me tem medo, preciosa?
     Ela fez um rápido movimento negativo com a cabeça e apertou a face contra a palma da mão dele. Tinha os lábios ligeiramente entre­abertos e os pequenos dentes alvos brilhavam sob a luz que caía enviesada do teto. Seu pescoço era elegante, de linha orgulhosa, como uma coluna real de alabastro que se levantasse dos frágeis ossos dos ombros. Que sabor tão doce  devia ter, que suave tinha que ser sob sua língua.
    E seus peitos... Lucan não pôde resistir a esse escuro mamilo , que aparecia desde debaixo do lençol que lhe envolvia o torso de forma caprichosa. Jogou um pouco com o pequeno casulo entre os dêdos, atirou dele brandamente e quase grunhiu de desejo ao notar que se endu­reciam sob seu tato.
Ele também se havia posto duro. Lambeu-se os lábios, sentindo um de­sejo crescente, ansioso por possuí-la.
    Gabrielle se retorceu com um gesto lânguido, enredada entre as cobertas. Lucan apartou com suavidade o lençol de algodão e a deixou completa­mente nua ante ele. Era  deliciosa, tal e como sabia que seria. Peque­na, mas forte, seu corpo era ágil e jovem, flexível e formoso. Uns fir­mes músculos davam forma a suas elegantes pernas; suas mãos de artista eram largas e expressivas, e se moveram com um gesto inconsciente momentos atrás Lucan lhe passou um dedo por cima do esterno para a cavidade do ventre. Ali sua pele era como o veludo e estava cálida, muito tentadora para resistir.
Lucan se colocou em cima dela na cama, e lhe passou as mãos por debaixo do corpo. Levantou-a, fazendo que se arqueasse para  ele em cima do colchão. Beijou a suave curva de seu quadril e logo jogou com a língua por cima do pequeno vale de sua entre pernas. Ela agüentou a respira­ção e ele penetrou nessa pequena concavidade: a fragrância  do desejo  lhe alagou os sentidos.

   —Jasmim —disse ele com voz rouca contra a pele cálida dela. A aca­riciou com os dentes e descendeu um pouco mais.
   O gemido de prazer que ela deixou escapar quando a boca dele invadiu seu sexo despertou uma violenta corrente de luxúria por todo o corpo. Já estava duro e ereto; o pênis lhe pulsava contra a barreira de suas roupas. Notava a umidade dela em seus lábios e sua fenda lhe envolvia e lhe queimava a língua. Lucan a sorveu igual a tivesse sorvido um néctar, até que o corpo dela se convulsionou com a chegada do orgasmo. E continuou lambendo-a e voltou a conduzi-la até o climax, e logo outra vez.”

Espero que gostem!
Bjus no core

1 comentários:

Danyela ♥ disse...

Uhh a história parece bem interessante, mas tal como voçe disse no inicio, já esta um pouco enjoada de romances sobrenaturais, comigo acontece o mesmo, mas pode ser que mais lá para a frente me apeteca ler, pois a história é realmente interessante e pelas suas descrições o vampiro deve ser qualquer coisa de MARAVILHOSO xD

bjs

Postar um comentário