quarta-feira, 28 de março de 2012

O destino5

POV. Jacob

Após planejar tudo para festa com Leah, precisaávamos colocar o plano em prática, eu não estava muito animado com aquela festa, mas a única coisa que me deixava feliz, não sei o por que, era que Renesmee estaria lá. Ela, desde que eu cheguei, é a única me faz sentir bem, me faz sentir eu mesmo.

Eu havia acabado de acordar e então fui lavar meu rosto e escovar os dentes, quando saí do meu banheiro, meu celular tocou, era Leah:


Alô? eu disse

Jake! Então seu pai já saiu? perguntou ela eufórica

Não sei Leah, acordei agora eu disse bocejando - Eu vou tomar café ok? Quando ele sair eu te ligo e nós vamos pra segunda parte do plano.

Ok, beijos gatão ela disse, então desligou.


Desci e fui até a sala de jantar. Meu pai estava sentado em sua cadeira no centro tomando seu café e lendo jornal, enquanto Rachel estava do seu bebendo suco e mexendo feito uma doida no seu celular. Então, me sentei na cadeira e então meu pai tirou o jornal de seu rosto e olhou pra mim:


Bom dia, Jacob ele disse com sua voz grave.

Bom dia disse apenas.


Eu estava ainda muito chateado com a atitude dele ontem em relação à Renesmee. Ele havia sido muito bruto com ela e por isso ontem à noite quando a encontrei na cozinha resolvi agir normalmente, para não tocar no assunto e com certeza não a machucá-la. Mas o fato que se destacava de ontem não foi a atitude do meu pai e sim o quase beijo que dei em Renesmee.

Não entendo o que me aconteceu para quase beijar ela, ela era minha melhor amiga, mas mexia de tal forma comigo, que não acreditava que o meu coração a via assim.

Mas o que mais me intrigou foi o fato dela se manter ali, não fugir enquanto eu aproximava meu rosto, ou até me dar um tapa pela minha ousadia, mas não, ela se manteve imóvel, apenas me encarando com seus lindos olhos castanho chocolate. Suspirei me livrando desses pensamentos, então Rachel olhou pra mim e riu, retribui fazendo uma careta a ela. Então a Bella surgiu da cozinha e venho até a mesa e perguntou:


Quer café Jacob? Suco? perguntou ela com sua voz suave. Bella me lembrava minha mãe, era carinhosa e sempre estava presente com relação à filha.

Só suco. Estou com pressa. e então ela sorriu e me serviu o suco.

Pressa? Pra ir escola? perguntou meu pai confuso Ou para ver Leah? perguntou ele sorridente.


Meu pai acreditava mesmo que eu estava apaixonado por Leah. Ele sempre dizia Leah iria ser uma perfeita esposa para mim, mas eu sabia que era apenas um golpe de marketing para aumentar o lucro da Corporação, iria ser perfeito pra empresa o filho do dono namorar a filha do falecido dono da afiliada Corporação Clearwater.

Tudo em meu relacionamento com Leah era destinado a lucros. Pois Leah não era apaixonada por mim, Leah apenas acreditava que estava apaixonada por mim, porque tia Sue colocava isso em sua cabeça, pois só o que ela queria era que sua filha se casasse com um cara rico que a garantisse uma boa vida. Isso me causava repulsa, mas eu não tinha muito o que fazer. Eu acreditava que meu destino já estava traçado. Mas não estava.


É pode ser. eu disse dando os ombros. Então meu pai sorriu contente e se levantou.

Bom, eu vou indo para a Corporação. Rachel, vamos? perguntou ele enquanto pegava sua pasta. Rach apenas assentiu e se levantou.

Rachel vai para a Corporação? perguntei confuso. Rachel nunca quis saber da Corporação.

Ela vai me ajudar com a divulgação da empresa. disse ele.

Ah! eu disse. Rachel se formou em Marketing enquanto esteve na França junto com Rebecca. Mas Rebecca não voltou, pois ela havia se casado com um Francês, um tal de Jean-Paul.- De lá da empresa o senhor já vai pro Mississipi?

Sim. Paul irá buscar minhas malas.

Ok.


Então meu pai foi marchando pra fora da sala e Rachel atrás dele. Terminei de tomar meu suco e então fui à escola. Estacionei meu carro e sai dele, então fui surpreendido por um abraço que nem sei de onde veio.


Jake, amor. Já estava com saudades. era Leah. e ai seu pai já saiu?

. eu disse apenas.

Então quando sairmos da escola eu e Seth vamos ao mercado comprar alguns petiscos e ponche. Enquanto você vai distraindo os seus empregados. Ok?

Aham. então fomos seguindo para dentro da escola. Enquanto eu passava pelos corredores o pessoal da escola ia dizendo coisas como E ai Jake, Dizia os meninos como se nos conhecíamos há séculos e as garota falavam Oi Jake e sempre dando uma piscadela.


Pessoal interesseiro! Pensei comigo.

No final do dia, enquanto eu voltava pra casa, eu vi Renesmee entrando na lojinha de antiguidades onde ela trabalhava, eu sempre a observava com cara de entediada no balcão.

Mesmo assim, ela era perfeita.

Cheguei à mansão, Lola e Lauren me esperavam na sala com duas malas enormes:


Senhor Black... começou Lauren.

Jacob, Lauren. Chame-me de Jacob. Apenas Jacob. eu disse sorrindo.

Ok Jacob. É que eu e minha irmã estávamos esperando o senhor chegar para irmos à rodoviária. Como o senhor sabe nos vamos visitar nossa mãe e...

Tudo bem Lauren. eu disse franzindo a testa Se meu pai as liberou, podem ir.

Obrigada. disseram elas. Então Lauren pegou sua enorme mala com dificuldade e Lola fazia o mesmo.

Querem ajuda? perguntei rindo, então as duas riram e assentiram.


Após ter ajudado as irmãs, eu já havia me livrado de mais duas. Agora só faltavam os pais de Renesmee. Fiquei observando pela janela da sala de entrada, até que os vi saindo. Então liguei para Leah:


Leah? eu disse

Jake! ela gritou senti meu ouvido doer

Leah não grita! Tá doida? eu disse

Desculpa amorzinho. E ai a mansão tá livre? Eu e Seth já estamos chegando.

Tá tudo limpo. Podem vir! eu disse

OK. Já estamos chegando.


Fiquei esperando impaciente Leah e Seth chegarem. Então, quando eles chegaram, começamos a arrumar tudo. Quando deu exatamente oito horas o primeiro convidado chegou. Leah que havia trazido sua maquiagem e vestido, se arrumou no quarto de Rachel e depois foi receber os convidados. Seth volto para sua casa e lá se arrumou.

Então eu fui ao meu quarto e tomei um banho, e me vesti. Joguei-me em minha cama e fiquei pensando, Será que Renesmee iria vir? Com certeza não. Renesmee não era de se misturar com esse tipo de gente que viria a festa. Mas eu ia ficar tão alegre se ela viesse. Então soltei um sorriso bobo pensando nisso e no mesmo instante Leah entrou no quarto e pulou do meu lado na cama.


No que está pensando? disse ela alisando meu abdômen

Nada de mais. disse suspirando

Vamos? Quero te apresentar a alguns amigos meus.

Vamos eu disse.


Então, fui guiado por Leah até a sala de estar que apesar de grande, era pequena para a quantidade de pessoas que abrigava. Então Leah foi me apresentando às pessoas, eu mal conseguia prestar atenção, meu pensamento estava longe. Observei as pessoas, eu não conhecia ninguém, a não ser Seth e Claire que estavam se beijando perto da mesa de ponche.

Peraí! Claire? A amiga de Renesmee! Então ela está aqui. Minha Renesmee veio. Saí em disparada a os dois que estavam em um amasso que eu pensava que a qualquer momento um explodiria.


Claire? perguntei a ela. Então ela se desgrudou de Seth e me olhou confusa. Depois de alguns segundos, acredito eu, ela percebeu quem eu era.

Jacob! gritou ela com sua vozinha fina.

Renesmee está aqui? perguntei

Sim. Ela está ali no canto! disse ela apontando para a multidão que de vez enquando sumia para abrir espaço para que eu pudesse vê-la. Ela estava com cara de entediada, mas estava simplesmente linda em um vestido preto que lhe caia muito bem, sorri feito um bobo e sai em disparada a ela.

Renesmee, você veio! eu disse enquanto a abraçava. Senti algo estranho ao abraçá-la, meu corpo se estremeceu, mais essa sensação foi interrompida por pigarreio que vinha de trás de mim. Revirei os olhos e então me virei para pessoa, era Leah, com a cara amarrada e os braços cruzados. Comprimente Renesmee, Lee-Lee disse tentando a fazer desamarrar a cara.

Oi disse ela apenas, indiferente.

Oi Leah disse ela com sua voz suave e encantadora.

E então você veio! eu disse feito um pateta enquanto me virava pra olhá-la, então eu ri da idiotice que tinha falado e ela me acompanhou rindo também.

Se eu não viesse, Claire me mataria. disse ela divertida.

Ah, então esse é o nome da vadiazinha disse Leah bufando.

Como assim? Renesmee disse me encarando Vocês viram Claire?

Vimos, ela nos contou onde você estava.

Ah! Onde ela está?

Se atracando com meu irmão.

Como assim?

Oh Renesmee, você não sabe o que é beijar na boca não, é? eu disse brincando com ela.

Claro que ela não sabe o que é Leah falou debochada - olha só para ela, que homem em sã consciência vai querer algo com a filha de uma empregada?

Olha aqui garota Renesmee disse em um tom tão raivoso, no qual eu nunca tinha a visto falar - eu não admito que você fale assim comigo, não é porque você é uma riquinha que pode fazer tudo que quiser? Quero saber qual homem te atura com esse seu jeito nojento.
Olha aqui você baixinha disse Leah apontando o dedo na cara de Renesmee. Eu não sabia o que fazer - Não é só porque você brincou uma ou duas vezes de casinha com o meu Jacob quando era pirralha, que tem o direito de falar assim comigo. Eu sou Leah Clearwater e você quem é mesmo? Ah! A filha da emprega! Então Renesmee bufou, e saiu andando, Leah riu debochada.

Renesmee! eu gritei indo atrás dela. Mas fui impedido pela mão de Leah que segurava meu braço.

Que foi Jacob, vai trocar sua namorada por essazinha? disse Leah me fitando perplexa. Olhei para Renesmee que ainda caminhava em direção à porta.

E aí Jake meu primo Quil disse passando por mim e eu apenas assenti e então ele saiu pela mesma porta que Renesmee havia saído e então voltei minha atenção pra Leah.

Olha Leah! eu disse Não tô te trocando por ninguém ouviu? Renesmee é minhaamiga, e sua atitude com ela foi desprezível, como você pode falar com ela assim Lee-Lee? eu disse e então ela suspirou.

Ah Jake, me perdoa! ela disse me abraçando, e então eu me afastei.

Não é a mim que você tem que pedir perdão Leah, e sim a Renesmee.

Ah Jake, por favor! Não vai me fazer pedir perdão, pra aquelazinh...

Leah! eu gritei.

Está bem Jacob. Mas você quer mesmo que eu peça desculpa a sua querida protegida e aclamada Renesmeei. ela disse revirando os olhos.

É Renesmee, Leah! eu falei alto E sim, quero que peça desculpas a ela.

Nossa! Parece que prefere a filha da empregada a sua namorada Jake. disse ela fazendo bico.

Não, Leah! Não prefiro ninguém. Renesmee é minha melhor amiga e eu a amo e você... então ela me olhou mais atenta, então percebi a merda que tinha feito. Depois de uma pequena pausa terminei também. então pigarreei e ela arqueou a sobrancelha E não quero ver as duas em pé de guerra ouviu?

OK, meu amorzinho! disse ela vindo me abraçar de novo Por você eu faço tudo! ela mexeu em meu colete o ajeitando. Ouviu? disse ela piscando.

Vamos? eu disse puxando ela pelo braço.

Agora? disse ela surpresa me puxando.

Sim, agora. Antes tarde do que nunca. eu disse a puxando de volta.


Procurei Renesmee pelo jardim da frente, mas ela não estava lá. Fomos até sua casa, mas as luzes estavam apagadas, bati várias vezes na porta, até que ouvi Leah atrás de mim.


Oh meu Deus! disse ela surpresa e então me virei pra olhá-la e ela encarava de longe atrás da casa de Renesmee, acredito que o lindo jardim que a mãe dela cultiva atrás da pequena casinha.

São lindas, né?

O que? Leah me olhou assustada.

As flores. eu disse franzindo a testa São lindas, né?

Eu não estou falando das flores, Jake. E sim do que esta acontecendo em cima das flores. ela disse meio cômica.

Em cima das flores? eu perguntei perdido.

Ora, Jacob. Venha cá logo ver isso disse ela me puxando.


Então, quando ela apontou pra o jardim, fui golpeado pela cena que se acontecia. Quil Ateara o meu primo, estava sentado no jardim beijando ela, minhaRenesmee. Então meu corpo começou a tremer, um turbilhão de sensações estranhas me tomou, Leah colocou a mão em meu ombro e perguntou:

Jacob, o que está acontecendo? perguntou ela preocupada. E então tirei a mão dela do meu ombro, e sai em disparada até eles, respirei fundo.

Quil? Renesmee? eu disse enojado. E então Quil se soltou da minha Renesmee e me encarou. Depois de alguns segundos ele sorriu feito um bobo e disse:

Jake, irmãozinho! ele se levantou e estendeu a mão para me cumprimentar, mas eu me mantive imóvel, pois acredito que qualquer movimento que eu fizesse poderia ser fatal ao pequeno Quil. E então, o que está fazendo aqui, cara?

Jake! disse Leah atrás de mim Vamos deixar os pombinhos as sós. Acho que eles querem privacidade. disse ela rindo Bom, Renesmee, você me provou que sabe beijar hein? disse ela piscando pra Renesmee e ela fazendo careta de que não estava entendo nada.

Cala boca Leah! eu gritei Agora voltando ao assunto, eu que pergunto Quil, o que você esta fazendo aqui? E com eu olhei para Renesmee e ela parecia... Assustada? Renesmee?

Ah, então você conhece ela?

Claro que conheço eu disse indiferente Por quê?

Nada, cara. Que é Jake? Qual é o problema? Por que está tão estressado?

Eu não estou estressado! eu gritei então todos ele olhou assustado pra mim, e então olhei para Renesmee que ainda estava sentada e ela estava com os olhos arregalados. Então voltei minha atenção para Quil. - Olha aqui Quil Ateara! eu disse apontando os dedos ao seu abdômen se você fizer Renesmee sofrer vai pagar caro, ouviu? eu disse em fúrias.

Jake, eu... começou Quil mais foi interrompido.

Peraí Jacob Black! ouvi uma linda voz melodiosa falar, era ela se pronunciando enquanto ela se levantava e se colocava do lado de Quil o abraçando. Com que direito interrompe eu e Quil, e ainda por cima o ameaça? Você acha que é quem? Você é meu amigo, não meu namorado! disse ela me encarando. Seus olhos eram um misto de dor e decepção. Era quase impossível distinguir.

Renesmee... eu sussurrei

Jacob! disse ela firme. E então ela se virou para Quil Estou cansada, me leva até a porta de casa?

Claro linda. disse Quil sorrindo igual um idiota. E então Renesmee me olhou e apenas balançou a cabeça em sinal de despedida, e eles seguiram para longe.


Virei-me e Leah ainda estava atrás de mim, me olhando furiosa. Então sai andando de volta a festa sem olhar pra trás. Leah me seguia a onde eu ia e então, quando fui entrar no banheiro eu explodi.


O que foi Leah? eu gritei

O que foi digo eu Jacob Black ela disse- Que ceninha foi aquela?

Que? perguntei como se não soubesse do que ela falava

Não se finja de idiota disse ela Renesmee é minha amiga e eu a amo disse ela repetindo o que eu tinha dito Pareceu que o amor que você sente por ela não é bem de amigos! E sim outro bem diferente.

Leah, eu não sei do que você está falando eu disse

Sabe sim Jacob! ela gritou Você esta apaixonado pela filha da empregadinha! Aquela cena não foi medo de Quil a magoá-la e sim ciúmes, Jacob Black, ciúmes dela.

Você está pirando Leah!

Não! Não estou! Eu estou é certa Jacob! ela disse você esta apaixonado por ela, e não esconde isso de ninguém.

Leah, não é isso eu disse pegando em sua mão, mas ela me empurrou Eu não estou apaixonado por Renesmee. eu disse pegando novamente a mão dela, então ela se rendeu.

Olhe pra mim Leah disse pegando seu rosto e fazendo com que seus olhos me encarassem Eu não estou apaixonado por... Renesmee.

Sério? perguntou ela

Sério Leah disse por fim. Então ela pulou em cima de mim para um abraço forte.


Após uma conversa com ela, pedi pra que ela conduzisse todos de volta a suas casas, eu estava muito cansado e queria dormir.

Tudo ocorreu como o combinado, no outro dia os pais de Renesmee nem desconfiaram de nada e meu pai havia ligado do Mississipi e ele também não desconfiou de nada.

Renesmee. Aquele nome ficou rodando minha cabeça a noite toda, eu não sabia nem entendia o porquê de tanto pensar nela, o porquê de eu ter tratado Quil daquele jeito. Mas, havia uma explicação que eu me recusava a entender. Eu estava incondicionalmente apaixonado por Renesmee Carlie Cullen, e eu não sabia onde essa paixão me levaria, nem quais consequências elas nos traria, mas eu só queria viver essa paixão, sem medo, nem vergonha de ser feliz.


Oasis - Wonderwall (Protetora)
Hoje será o dia
Que eles vão jogar tudo de volta em você
Por enquanto você já deveria, de algum modo,
Ter percebido o que deve fazer
Não acredito que ninguém
Sinta o mesmo que eu sinto por você agora
Andam dizendo por aí
Que o fogo no seu coração apagou
Tenho certeza que você já ouviu tudo isso antes
Mas você nunca tinha uma dúvida
Não acredito que ninguém
Sinta o mesmo que eu sinto por você agora
E todas as estradas que temos que percorrer são tortuosas
E todas as luzes que nos levam até lá nos cegam
Existem muitas coisas que eu gostaria de te dizer
Mas não sei como
Porque talvez
Você vai ser aquela que me salva
E no final de tudo
Você é minha protetora
Hoje seria o dia
Mas eles nunca vão jogar aquilo em você
Por enquanto você já deveria, de algum modo
Ter percebido o que você não deve fazer
Não acredito que ninguém
Sinta o mesmo que eu sinto por você agora
Todas as estradas que levam a você até lá são tortuosas
Todas as luzes que iluminam o caminho nos cegam
Existem muitas coisas que eu gostaria de te dizer
Mas não sei como
(2x)
Eu disse talvez
você vai ser aquela que me salvará
E apesar de tudo
Você é minha protetora
Eu disse talvez
Você vai ser aquela que me salvará (3x)

1 comentários:

Aricia Black disse...

Awn awn
Até que enfim! ele caiu na real, agora qro ver o q vai dar esse rolo dela com quil...

Postar um comentário