domingo, 6 de novembro de 2011

Química Perfeita


Química Perfeita
Autora: Simone Elkeles


Bem gente, hoje falarei de um livro que me identifiquei muito. Não sei se vocês podem me compreender, mas nos primeiros capítulos do livro me lembrei muito a minha fic. E pela primeira vez tive vontade de lê-la como leitora e não autora. Também tive esperanças fortes de um dia publicar. Mas deixando a rasgação seda de lado, vamos falar de Química perfeita.


Química perfeita? Sim! Dois mundos diferentes, pessoas de lados opostos, com visões de mundo diferente, opiniões diferentes e classes sociais diferentes. Mas o que isso pode influenciar em uma química perfeita?  Os opostos se atraem, verdade?. Já ouviu falar nisso? Bem, foi isso que achei quando comecei a ler a estória de Alejandro Fuentes e Brittney Ellis. Dois jovens que viviam vidas totalmente distintas e que vêem seus destinos cruzados quando são obrigados a fazerem um trabalho de química juntos. No início foi como óleo e água, os dois não conseguiam se misturar e ao mesmo tempo se irritavam o tempo todo. No entanto, com o decorrer do livro, percebi que eles não eram tão diferentes assim. Ai você me pergunta: Como duas pessoas tão diferentes podem ser iguais? Como isso pode gerar uma química perfeita?

Britt, como é chamada pelos amigos, é a beleza em pessoa. Menina rica, linda, popular e com um namorado que é o ideal de homem. Mas existem coisas que as pessoas não sabem sobre Britt. Ela não é o que aparenta ser. Bem lá no fundo usa a sua aparência e status para esconder os seus dramas. Ela é frágil e tenta usar o que tem ao seu favor como uma armadura. Vive em uma casa com uma irmã doente, a quem ama acima de tudo, uma mãe neurótica e completamente obsessiva sobre a aparência e o status, um pai alheio a tudo que faz o possível para parecer um hospede em sua própria vida. Em resumo, a vida dela é uma mentira e Britt é muito infeliz. Não ama o namorado realmente e só está com ele porque formam o casal perfeito.  Mas o que tem Alex com isso? Ele também vive de aparências. É uma fraude!

Hummm... Alex é um Bad boy, assim posso dizer. È o membro de uma gangue de mexicanos chamada Sangue latino, temido por todos e tenta se mostrar como terror da escola. As pessoas o temem e não fazem idéia de como realmente é. Sua vida também não é o que aparenta ser, tem muitas dramas familiares e faz o possível para manter a pose para proteger a família e a si. No entanto, como todos pensam, Alex é um cara muito inteligente, e até sensível a certo ponto, eu acho. Ele faz o possível para afastar os sonhos e perspectivas para o futuro, por achar que sua missão de vida se resume a gangue e a proteger a família. Lá no seu intimo ele quer mais e não pode lutar por isso. Assim faz o possível para manter a fama de mau e afastar as pessoas. Em resumo, também vive de aparências, assim como Britt.

Quando os dois começam o trabalho, o choque cultural é inevitável, as provocações e discussões também. Porém essa proximidade faz com que a atração dos dois seja irresistível e por conta dos sentimentos, tanto Alex quanto Britt baixam a guarda e se entregam. Ele acha que não tem futuro. Ela tem esperanças. Só que entre o céu e o inferno existem muitas forças e Alex, como membro de uma gangue se vê envolvido com descobertas sobre a morte do pai, a proteção do irmão do meio, Carlos, que está adentrando pelo mesmo caminho, e é empurrado para o tráfego... Ele não tem saída, mas ela não desiste. Até o último momento Britt luta pelo seu amor e eles sofrem... Sofrem... E há uma entrega perfeita, mostrando que a química dos dois tem tudo para dar certo. Sabe por quê? Ela é baseada no amor... O Amor é sempre uma combinação perfeita para unir as pessoas. E os opostos, como eu achava antes, agora não são tão oposto assim... A Química acabou dando certo e eu amei o desfecho do livro.
Sabe o que mais me fascina em Alex? O seu sotaque latino. Quando ele diz: Mujer... Eu me derreto completamente com isso.

E você? Vai comprar? Acho que vale a pena. EU AMEI!


Sinopse:

Os garotos do Instituto Fairfield, do subúrbio de Chicago, sabem que a Zona Sul e a Zona Norte não se misturam.

Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o membro da gangue Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos.

Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: o amor.
Serão eles capazes de romper os preconceitos e estereótipos que os separam?

Viaje pelos dois lados de uma apaixonante história de amor que nos ensina a enxergar por trás das aparências.

Trecho:

“– Você poderia tirar a roupa e mergulhar, nua. Ficarei montando guarda e não deixarei ninguém entrar.
Ela caminha para mim, segurando firmemente a vara entre os dedos.
– Você bem que gostaria disso, não é?
– Ah, claro – respondo, confirmando o óbvio. – Mas espero que você não esteja usando aquelas calçinhas imensas como a da vovó… Se estiver, vai acabar com a minha fantasia.
– Para sua informação, elas são Pink…de cetim! E já que estamos trocando informações pessoais, você usa cuecas do tipo shorts ou sunga?
– Nenhum dos dois. Deixo meu sexo livre, se é que você me entende.
Não é bem assim. Mas Brittany terá de imaginar por si mesma.
– Que coisa mais vulgar, Alex.
– Não despreze, antes de provar.”

“- Você bem que podia me beijar, para ver se ainda temos aquela química perfeita… Embora eu ache que sim, pois você é dono do meu coração, da minha alma e de tudo o que existe entre um e outro.”


3 comentários:

KaahCullen_ disse...

ja li um outro livro dela
MUITO BOM
to loouca pra ler esse *-*

Patricia Campos disse...

Amo é essa estória e sua sugestão ficou perfeita. Química Perfeita entro na minha lista de favoritas e livro que vou reler com toda certeza.

Danyela ♥ disse...

Quando li este seu post nao comentei, mas agora aqui estou =)
Glaucia este é do tipo de livros que EU AMO....
Obrigada pela divulgação...tenho a certeza que vou ADORAR, pois pode ter a certeza que eu vou le-lo xD
bjs

Postar um comentário